Imagine um juiz que condena severamente um grupo delinquentes. Todos cometeram o mesmo crime. De repente ele isenta uma pessoa desse grupo e a liberta. Pesquisando, você percebe que aquele delinquente liberado não é ninguém menos do que o filho do juiz. O que você acha? O juiz é justo? Certamente que não!

Mas se a punição de todos fossem por exemplo 39 chicotadas e o juiz descesse do seu assento e apanhasse as chicotadas em lugar do seu filho aí sim a justiça teria sido executada e o filho poderia ser salvo da severa e justa punição.

Deus em Cristo fez isso por você! Aceite o sacrifício substituto de Jesus!